7 de mai de 2013

vaguei, voltei, voltei, vaguei, voltei...

Vaguei...
Estive nos sonhos todo esse tempo.
O cheiro é o melhor amigo da memória,
E sabe? Eu não esqueci o teu cheiro,
Hoje ele me veio como um sonho bom.
Vaguei...
Eu queria que as minhas palavras tomassem sol,
Quem sabe assim elas ficariam um pouco mais felizes.
Por hora, elas estão a me incomodar.
Vaguei...
Dúvida é uma coisa que a gente inventa
Quando sabe o que quer,
Mas tem medo de querer.
Voltei...
O sonho não foi tão bom;
O cheiro não foi especial;
As palavras me apedrejam;
Voltei...
Se o coração pudesse pensar, pararia.
Ele não tem mais palavras
Ele não tem mais um cheiro
Ele não sabe mais sonhar
Deu de ficar assim
Meio a vagar
Meio a voltar
Voltei,
Saudade.

Coisas de 3 Reis...

Um baiano qualquer dizia: atenção ao dobrar uma esquina, uma alegria...
Não dei a costumeira atenção que sempre dou as palavras e fui.
Não podia ser mais enlouquecedor... a vida varia...
E o que era pra ser mais uma rua, virou um caminho.
Um doce caminho de pétalas de rosas vermelhas (aquelas que representa a paixão),
Não posso, não devo, mas eu quero.
Saltei uma mera poça d'água e mergulhei num tanque de amor profundo.
Perdi minha pele e te atravessei feito a espada de Ogum.
Assim, dentro, quente, te visitei, me assustei, chorei um pouco ali
E decidi
Mentira
Você me decidiu
Você me roubou.
Já não existia mais um.
Já não existia mais eu.
Quem é você?
A cigana não foi tão clara, nem o sentimento que agora me rodeia.
Timidez não pode, mas acho lindo.
Distância não pode, mas acho lindo.
Calar não pode, mas acho lindo.
Meu deus, o quê em você, não acho...?
Tenho medo. Tenho travas. Tenho passado.
Cuidado comigo, companheiro.
Já fui "preso-político-amoroso".
Perdi minhas esperanças.
Passei minha militância pra outrem.
Acreditar é muito difícil pra uma pessoa como eu.
Terás de agir. Agir diferente. Agir por outro.
Estou te repudiando por fora
Pra tentar te arrancar de dentro.
Para.
Eu... eu... eu...
(não adianta, não vou dizer te amo)
Cadê você?
(não adianta não vou dizer te amo)
Responde.
Não adianta.
Não vou dizer.
Será?
Te amo.

22 de fev de 2013

Aviz


Quando o tempo dá uma trégua, quando o mar invade o peito, quando a paz reina no entre-espaço-dos-corpos, quando a vida te sorri e você diz: Obrigado! Simplesmente, porque não há mais o que dizer.

Quando uma violação te enaltece, quando a última razão perdeu o sentido, quando a única certeza não prova nada, quando o amor te sorri e você diz: Obrigado! Simplesmente, porque não há mais o que dizer.

Quando a distância não existe, quando a euforia não persiste, quando o tesão não resiste, quando o belo te sorri e você não diz nada. Só há o que sentir.

28 de jan de 2013

O gosto da última vez!

É quando o querer se confunde muito com o poder.
É tão difícil ser, de repente, uma coisa da maior importância.
É quando a angústia se confunde muito com o prazer.
É tão simples amar, gradativamente, uma pessoa tão grande.
É quando o "momento" se confunde muito com o "pra sempre".
É tão fácil perder, cedendo, aquilo que já não se tem.

Uma frase, um abraço, uma lágrima.
Um desespero, um nervoso, uma andança.
Um sufoco, uma palavra, outra lágrima.
Um táxi, outra vida.
Mas qual o gosto?
Sua boca tinha um gosto estranho
Sua pele salgava diferente a minha língua
Seu membro amargava mais o meu lábio
Minha lágrima adocicava meu rosto
Meu suor neutralizava todos os gostos
Mas quais os gostos?
O café amargo rasgava a úlcera da minha paixão
A farinha entalava o doce das palavras
A banana entupia as vias do coração aberto
Mas qual o gosto?
Não sei.
A última vez não deve ter um gosto
A falta não deve ter um gosto
A saudade...
Você, meu sabor predileto, neutralizou a capacidade da minha língua.
Egoísmo?
Não.
Falta de pique.
Sou eu quem vai.


25 de jan de 2013

Dói

à Adriana Capparelli
Penso se sonhei com Ela
Talvez com a sua voz
Não lembro de ter sonhado nada
Tem um embrólio no meu estômago
Tem uma dor no meu peito
Tem uma força que me arrasa
Acordo, dói
Penso, dói
Ando, dói
"Giro a cidade sem juízo"
Dói
Onde está? Onde é? Como pode? Como faz?
Preciso de um conselho, um espelho, um tapa na cara
Um empurrão
Preciso da tua voz
Das minhas flores horizontais
Lá, só lá
"Onde o sol bate e se firma"
Canta pra me fazer chorar
Como se fosse pra me fazer amor.
É
Quero assim
Me ensinando a Re(A)MAR...


http://www.myspace.com/music/player?sid=65012624&ac=now

10 de out de 2012

Mais do que palavras...

Ontem vivi uma das maiores emoções do mundo, vi pela primeira vez o "Dindo do coração" na barriga da mamãe dele que tanto amo... É impressionante como um serzinho que não tem nem 7cm já muda a vida de tanta gente... Foi um dia inteiro de espera, conversas, risadas, surpresas, sustos para chegar no fim da tarde e ser surpreendido por uma das imagens mais fortes que um ser humano pode enxergar: um "fetinho" que se mexia muito, abria e fechava mão, esticava e dobrava as perninhas, subia e descia a barriga e o mais emocionante de tudo, tinha uma bateria de escola de samba no peito.
Meu Deus, que coisa maluca, não tem palavras... a surpresa que o Pai me fez, trocando de lugar comigo pra que eu pudesse vê-lo; a emoção do médico ao ver esta homenagem que os pais me fizeram; as minhas lágrimas por ver "aquilo"; o alívio da mãe e nosso ao ouvir o doutor dizendo várias vezes "tá tudo bem, ele tá ótimo, ele vai ser ator, tá se exibindo muito pras fotos!!!"
"O que você acha que é isso aqui Dindo?" disse o médico.
"É o peru dele!!!!!" eu disse.
"Não posso dar certeza, mas parece que é mesmo! Todos estamos achando!" Retrucou rindo.
Não tem palavras...
O meu MUITO OBRIGADO DE CORAÇÃO À MAMÃE E PAPAI, Lorena e Ian, por me proporcionarem isto. Não tem palavras...
DINDO, EU DESEJO QUE A SUA VIDA SEJA DOCE, MUITO DOCE, QUE VOCÊ SEJA DOCE, MUITO DOCE, QUE NOSSA RELAÇÃO SEJA DOCE, MUITO DOCE, QUE A ESTRADA QUE LIGUE SALVADOR AO RIO DE JANEIRO SEJA UM CAMINHO DE LUZ QUE NOS UNA PRA SEMPRE, FAZENDO COM QUE ESTE FIO FIQUE CADA VEZ MAIS FORTE E SEGURO... TE AMO... TE AMO... TE AMO... não tem palavras...
Do dia que você nascer ao último dia que nos veremos, eu cantarei esta música pra você, porque ela representa o sentimento que eu desejo que você tenha por mim, pois o meu sentimento não cabe em palavras...
Mais do que palavras...

Dizer "eu te amo"
Não são as palavras que quero ouvir de você
Não é que eu não queira que você diga
Mas se você apenas soubesse
Como seria fácil mostrar-me como você se sente
Mais do que palavras
É tudo o que você tem que fazer para tornar isso real 
Então você não precisaria dizer 
Que você me ama porque eu já saberia 
O que você faria se meu coração se partisse em dois? 
Mais do que palavras para mostrar que você sente 
Que o seu amor por mim é real 
O que você diria se eu jogasse aquelas palavras fora? 
Então você não poderia renovar as coisas 
Apenas dizendo "eu te amo" 
Mais do que palavras 
Agora que tentei 
Falar com você e fazer você entender 
Tudo o que você tem que fazer é 
Fechar seus olhos e só estender suas mãos 
E me tocar, me abraçar apertado 
Não me deixar nunca ir embora 
Mais que palavras 
É tudo o que eu sempre precisei que você mostrasse 
Então você não precisaria dizer 
Que me ama porque eu já saberia 
O que você faria se meu coração se partisse em dois? 
Mais do que palavras para mostrar o que você sente 
Que o seu amor por mim é real 
O que você diria se eu jogasse aquelas palavras fora? 
Então você não poderia renovar as coisas
Apenas dizendo "eu te amo

11 de set de 2012

"As almas de luz a lua clareou...São Jorge acendeu a lua e clareou"

Resolvi assistir um DVD da cantora Mariene de Castro, presente do Ed Moraes e lembrei dos meus melhores-amigos-repentinos-de-infância. Pensei neles, em como conheci, como se deu a relação com cada um individualmente e com o todo, como mantemos essa relação, como será que estaremos em alguns anos... me pergunto se sei mante-los com a dignidade que eles merecem em minha vida...
Não, não é nostalgia, não to me sentindo mal por nada, não quero nada, só pensei neles e um formigueirinho na minha barriga se bulinou.
Pensar que tudo se deu por causa de "um frango", torna essa a história de amor mais bela do mundo, hahahahahhahahahahahahahha... foi...
No segundo dia do ano, um frango foi a única sobra junto com caixas de cervejas da festa de reveillon que dei na minha casa. Eis que alguém presente resolveu convidar um tal de Jô Bilac, que chegou no fim da festa, quando todos estavam na mão do palhaço, acompanhado de um amigo Ed Moraes. Logo depois, o Jô me apresentou a uma tal de Cléa Maria, que me trouxe um tal Edu O., que me trouxe uma tal de Lorena Aragão... não vou contar todos os amigos agregados que vieram também... é uma cadeia infinita...
A falta de comunicação com o Jô Bilac, os caminhos cruzados com o Ed Moraes, os ciúmes com Cléa Maria, as distâncias com o Edu O, as dificuldades passadas com Lorena Aragão, as loucuras com todos os outros, nada disso atrapalha a "feitura" do amor. Será que eu os amo? Será que eles me amam? Será que meus filhos os conhecerão? Será que morrerei primeiro que eles? Será que suportarei se perder um deles? Será que... Sabe todas essas indagações de um bêbado feliz? Eu tenho sempre. E isso me faz pensar se sou um eterno bêbado ou um feliz eterno!
Ei, vocês estão aí?
Tenho desejo alucinante por vocês, vontade de ficar agarrado debaixo do edredom, de cobri-los com minha asa, ainda que esta não seja tão forte a ponto de protege-los de tudo, de saber cada passo (ou cada girada na cadeira -Edu- ) de todos, de morde-los todo dia pra saírem com uma marca só minha... DESEJO...
"O desejo é um tempo parado
É quando se trocam as datas dos bichos e das flores
É quando aumenta a rachadura da velha parede
É quando se vira a folha, a folha da história
É quando se pinta um fio branco na cabeleira preta
É quando se endurece o rastro de sorriso no canto dos olhos

Vontade de abraçar o infinito"

Amo vocês, tudo que vocês me trouxeram, tudo que vocês me trarão, amo saber que estão por perto, mesmo longe, amo a nossa distância, o que nos faz mais próximos.
To amando até ser desleixado, como sou, porque assim não tenho a real noção da importância de vocês em mim. Queria vê-los agora, mesmo de longe, para sorrir com vocês.
Se vocês lerem isso um dia, vão rir muito, eu sei... canalhas do jeito que são... hahahahahhahahahaha
Quer saber de uma coisa...

11 de jul de 2012

um pensamento...

Hoje pensei: saudade dele, vou ligar... aí pensei: vou não, não tenho nada pra dizer... aí pensei: ligo e digo que to com saudade... aí pensei: e ele não vai fazer nada e vamos desligar... aí pensei: vou chamar pra outro café... aí pensei: não tenho tempo... aí pensei: putz, tá difícil... aí pensei: vou escrever... aí pensei tanto pra escrever, que comecei a pensar no que eu estava pensando e parei de pensar na saudade... mas você pensa que a saudade alivia o pensamento da gente quando a gente tá pensando em outra coisa?
Meu problema é pensar demais!!!

20 de jun de 2012

Rio, que não és rio, é mar...

Com suas avenidas em obras, que não são monumentais, mas não deixam de ser arte, para quem sabe olhar... Com suas garotas e garotos plastificados, mas que não deixam de ser bonitos, para quem sabe olhar... Com sua maquiagem perfeita sobre os mendigos na presença dos gringos, mas que deixam as calçadas lindas, para quem sabe olhar... Com sua exclusão escancarada de quem não recebe acima de cinco salários mínimos (estou sendo bonzinho), mas que deixam todas as presenças bonitas, para quem sabe olhar... Com sua exaltação às celebridades instantâneas, mas que são importantes, para quem sabe olhar... Com sua lentidão e grosseria nos serviços públicos, mas que a torna charmosa, para quem sabe olhar... Com sua violência exacerbada só para os moradores, mas que a deixa segura para os visitantes, para quem sabe olhar... Com seus policiais corruptos, mas que a torna atraente, para quem sabe olhar... Com suas praias gélidas, mas que nos deixa sexy, para quem sabe olhar... Com seus cariocas safados, mas que são pais de família, para quem sabe olhar... Com seus pais de família santos, mas que são cariocas, para quem sabe olhar... Com seu subúrbio excluído, sofrido, esquecido, mas que pode ser um belo safári, para quem sabe olhar... Com suas praças abandonadas, mas que são pedaços da Europa, para quem sabe olhar... Com seu centro da cidade, diurno, por causa da falta de iluminação à noite, mas que é um maravilhoso passeio retrô, para quem sabe olhar... Com uma rede de televisão que é a verdadeira dona do estado, mas que é a melhor do país, para quem sabe olhar... Com seu samba batido, mas bom de dançar, para quem sabe olhar...
Com seus bondes baratos para estrangeiros, mas cariocas não podem andar, só olhar... Com seu Redentor olhando por todos, mas todos sem acreditar, só a olhar... 
Com um prefeito que só fala em Deus, mas que não pensa nas criaturas, mas que é uma imagem e semelhança bonita do Homem, para quem sabe olhar... Com seus retirantes que acreditam nas suas promessas, mas que podem ser verdades um dia, para quem sabe olhar... 
Com a esperança de pessoas como eu, que insistem em acreditar no verde de suas matas; no azul de seu mar; na paz de seus desertos; na força de sua natureza; mas que tem tudo isso cada vez mais destruído, por quem não te sabe olhar...
Mar...


15 de jun de 2012

Judite

Havia quem dissesse que era o encontro do ano, o encontro da década, o encontro do século... Mas já estava escrito. Não podia ser diferente. Era o reencontro.